Você já parou para pensar que qualquer pessoa está sujeita a adoecer, seja ela adulta ou idosa, rica ou pobre, com baixa ou alta imunidade? Agora, já passou pela sua cabeça que a mesma doença que lhe atinge, pode atingir uma criança?

Embora o tremor não seja tão comum na infância, ele pode acontecer, e a criança, por não saber identificá-lo, não consegue avisar os pais ou qualquer outro responsável de que tem algo de errado com ela.

Continue acompanhando este artigo para saber mais sobre o tremor na infância, suas causas e como proceder diante desse quadro.

Tremor na Criança – O Que É?

O tremor consiste em um movimento involuntário e rítmico dos músculos, com movimentos de vai e vem, que afetam diferentes partes do corpo, incluindo braços, cabeça, pernas, e, principalmente, a região das mãos de forma ligeira, enquanto elas estão em movimento.

Na fase da vida em que seu filho se encontra, na infância, os tremores podem ser desencadeados por momentos de estresse, cansaço ou emoção muito intensa.

Tremor na Criança – Sintomas

As crianças com tremor podem apresentar sinais de:

  • Movimentos do corpo em oscilação;
  • Voz trêmula;
  • Tremor ao escrever;
  • Tremor ao segurar objetos.

Tremor na Criança – Quais São os Tipos?

Os tremores são classificados de acordo com o momento em que se manifestam, como pode ser observado abaixo:

  • Em momento de repouso da criança;
  • Ao posicionar o corpo de determinada forma;
  • Tremor ao praticar algum movimento.

Além disso, eles também são classificados de acordo com a gravidade dos movimentos involuntários e a área do corpo afetada, como por exemplo:

  • Tremor Essencial: é o tipo mais comum, que começa atingindo um dos lados do corpo de forma progressiva, até alcançar o outro lado. Embora acometa principalmente as mãos, também pode se manifestar na cabeça, na voz, na língua, no tronco e nas pernas;
  • Tremor Fisiológico: surge de forma mais leve, afetando os grupos de músculos voluntários, como é o caso do cardíaco e do esquelético, por exemplo. Este tipo de tremor tem mais chance de aparecer quando a criança está fadigada, com o nível de glicose baixo no sangue por exemplo;
  • Tremor Distônico: é o tipo de tremor que atinge crianças com quadro de distonia – um distúrbio do movimento que provoca contrações nos músculos quando ela está em uma determinada postura ou quando se movimenta de um jeito específico;
  • Tremor Cerebelar: é um tremor caracterizado pelo retardo ao tentar realizar algum movimento, como apertar um objeto, por exemplo. Geralmente acomete pessoas com histórico de danos cerebrais devido a esclerose múltipla, AVC, um tumor ou qualquer outro tipo de lesão cerebral que a pessoa tenha sofrido;

Tremor na Criança – Tratamentos

Apesar de o tratamento variar de acordo com o tipo de tremor e a gravidade de cada quadro, ele geralmente é feito por meio de terapias, do uso de drogas prescritas por um especialista e, raramente, de procedimentos cirúrgicos.

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!