Como Ajudar o Meu Filho com TDAH? Excesso de Energia Acumulada, Dificuldade para se relacionar com as outras pessoas, problemas para acompanhar o ritmo dos demais colegas de classe e ficar inquieto. Este tipo de cenário é bem comum em crianças diagnosticadas com TDAH.

Você já chegou em casa e se deparou com uma criança relatando, aos prantos, os problemas que têm passado com as outras crianças, ou outra situação semelhante? Então continue acompanhando este artigo para saber Como Ajudar o Seu Filho Com TDAH, e descubra quais atitudes e cuidados devem ser tomados para que o seu pequeno tenha uma boa qualidade de vida.

Como Ajudar Meu Filho com TDAH – O Transtorno

O TDAH (ou Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade) se trata de uma condição caracterizada por falta de atenção, inquietude, impulsividade, dificuldades para tomar decisões, e problemas para planejar e impedir determinados tipos de comportamentos, por exemplo. Saiba mais sobre os Sintomas do TDAH.

Além disso, este tipo de transtorno costuma ser diagnosticado em crianças a partir dos seis anos de idade, já que esta fase é mais propícia para diferenciar um quadro de TDAH ou um de mau comportamento.

Como Ajudar Meu Filho Com TDAH – Dicas Úteis para o Dia a Dia

Atualmente, o que não falta são programas de treinamento, palestras, livros, pesquisas e vídeos a respeito do TDAH e sobre o que pode ser feito para que a pessoa leve uma vida de qualidade.

Veja a seguir algumas dicas que podem ser colocadas em prática, para que você consiga ajudar o seu filho a ter uma vida tão boa e saudável quanto possível:

  • Tenha Certeza do Diagnóstico;
  • Procure manter-se Informado sobre o TDAH;
  • Dedique um tempo para passar com o seu filho;
  • Entenda o seu pequeno (veja quais são as suas maiores qualidades e dificuldades);
  • Independentemente da situação e da condição, não fique comparando seu filho(a) com as outras crianças;
  • Procure conversar sobre o que ele está sentindo;
  • Aprenda a controlar a sua própria impaciência;
  • Estabeleça uma rotina e regras dentro de casa, explicando um por vez de forma clara e direta, para que a criança possa processar as informações;
  • Não se apegue a ideia de perfeição;
  • De um modo em geral, cobre o empenho da criança ao invés de resultados;
  • Estimule e elogie sempre que possível, destacando o que há de melhor na criança;
  • Imponha limites e relembre-os caso seja necessário;
  • Converse de frente para a criança, olhando em seus olhos, de forma clara e direta;
  • Entenda os limites de seu filho e não exija mais do que ele pode dar, respeitando assim, a sua faixa etária e o seu tempo;
  • Opte por uma escola e por um corpo docente que irão, de fato, ajudar o seu pequeno durante todo o processo de ensino-aprendizagem;
  • Não sobrecarregue-o;
  • Juntamente com a criança e com a escola, procure encontrar uma melhor forma de ajudá-la a estudar e, consequentemente, melhorar o seu crescimento;
  • Tenha contato e um bom relacionamento com os professores, para que possa acompanhar o desempenho de seu filho. Se necessário, aprenda mais sobre Dificuldade de Aprendizado;
  • Divida as tarefas em etapas para que ele possa resolver mais facilmente, em menos tempo e sem cansar tanto;
    Ensine-o a terminar todas as tarefas sem interrompê-las no caminho;
  • Ajude-o a priorizar e focar no que é mais importante para determinado momento;
  • Organize o ambiente de forma que ele se sinta aconchegado;
  • Separe um canto, exclusivamente, para que ele possa Estudar;
  • Deixe o quarto o mais simples possível, ou seja, sem muitas decorações que possam estimulá-lo a ficar acordado em um ambiente em que deve descansar;
  • Não tenha medo de chamar a atenção dele sempre que necessário;
  • Explique à criança que imprevistos são normais e que podem acontecer a qualquer momento;
  • Estimule a independência e autonomia do pequeno;
  • Incentive a prática de atividades físicas;
  • Ensine-o a lidar com os momentos de conflito;
  • Estimule-o a fazer e, principalmente, a manter as amizades;
  • Programe atividades diferentes fora de casa;
  • Intercale as tarefas mais intensas com outras mais leves.

Sugestões não Citadas

Se você tem alguma outra sugestão que ainda não foi citada acima, deixe aqui nos comentários. Assim como você, outros pais também podem estar precisando de ajuda. E lembre-se: nem sempre o que funciona para alguns, vai dar certo para outros.

Referência: ADHD Parenting Tips Learn what you can do to manage your child’s behavior and deal with common ADHD challenges.Help Guide

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!