Desenvolvimento Cognitivo Infantil. A OMS (Organização Mundial da Saúde) alerta para o diagnóstico precoce de atrasos e de distúrbio do desenvolvimento infantil. Isso, porque eles estão associados ao alto risco de evolução do quadro para transtornos psiquiátricos, de desenvolvimento e de problemas de aprendizagem infantil.

Quando estes casos não são devidamente acompanhados e tratados, podem interferir nas relações familiares, sociais e amorosas, impactar no desenvolvimento escolar, proporcionar momentos mais solitários e fracassos individuais.

Continue acompanhando este artigo para saber mais sobre o Desenvolvimento Cognitivo Infantil, as suas fases e qual é a importância de estimulá-lo.

Mas Afinal, o Que é o Desenvolvimento Cognitivo Infantil?

A área cognitiva é a parte do sistema cerebral que define a forma com que a pessoa aprende, armazena e aplica o seu conhecimento. Assim como está relacionada à memória, ao uso das linguagens e o raciocínio lógico-matemático, à capacidade de prestar atenção em algo e de resolver problemas.

Ou seja, a pessoa que seremos no futuro, depende diretamente do impacto daquilo que vivemos durante a infância, por isso que os médicos alertam sobre a importância de acompanhar o Desenvolvimento Cognitivo das crianças. Logo, ele se trata de um dos pilares da evolução intelectual infantil, em que o pequeno acaba aprimorando durante toda a sua existência.

Quando o bebê nasce, o seu cérebro forma milhões de ligações nos primeiros anos de vida, o que acaba desenvolvendo as habilidades necessárias para que haja um funcionamento perfeito. Entretanto, isso não quer dizer que o desenvolvimento acontece da mesma forma para todos, mas que há um padrão de faixas-etárias que ajudam no entendimento e no estímulo certo para cada fase da criança.

O Desenvolvimento Cognitivo Infantil e as Suas Etapas

Para essa divisão de etapas, foi considerada a teoria desenvolvimentista de Jean Piaget, que é considerado uma referência da psicologia infantil. Ele classifica o desenvolvimento em quatro etapas, como pode ser observado a seguir:

  • Sensório-Motor: nos dois primeiros anos de vida, o bebê descobre o mundo por meio dos sentidos, por isso toma atitudes com objetivos, por exemplo, chorar porque está com sono ou com dor;
  • Pré-Operatório: na fase dos três aos seis anos, a criança aprende a se comunicar e a desejar tudo para si (egocêntrica), o que acaba deixando-a mais isolada e mais propensa a brigar com os outros;
  • Operatório Concreto: os pequenos dos sete aos 11 anos entendem o seu lugar no mundo, questionam mais os acontecimentos, fazem associações e percebem a lei da ação e reação;
  • Operatório Formal: o último estágio, que vai dos 12 anos até a fase adulta, é marcado pelo desenvolvimento das capacidades mais complexas, como o pensamento lógico-dedutivo e a capacidade de abstração, a compreensão de ideias subjetivas, elaboração de hipóteses e associação de informações para a criação de um novo conhecimento.

A Importância de Estimular o Desenvolvimento Cognitivo Infantil

Ao Estimular o Desenvolvimento Cognitivo Infantil, a criança aprende mais sobre ela mesma, assim como, a interagir melhor com as pessoas ao seu redor, a enfrentar diferentes tipos de situações, a absorver e a assimilar as informações que capta durante o dia a dia. Além disso, ela também é capaz de:

  • Aumentar e/ou aperfeiçoar a sua coordenação motora, ou seja, ela acaba dominando os seus movimentos e se expressando melhor;
  • Compreender que toda ação tem uma reação e que as relações e/ou eventos podem se influenciar;
  • Aumentar a sua capacidade de concentração, já que ela começa a prestar mais atenção nas coisas que acontecem ao seu redor e a focar no que está fazendo;
  • Dominar a linguagem e a forma de se comunicar;
  • Aumentar tanto a imaginação, quanto a criatividade, com a ajuda da exploração e do conhecimento do universo;
  • Melhorar a memorização, para poder associar informações, aprender coisas novas e arquivar somente o que for necessário;
  • Aprimorar o raciocínio rápido e sem dificuldade, para conseguir identificar e solucionar um problema, para ser mais eficiente no seu dia a dia e melhorar o desenvolvimento das suas habilidades;
  • Dentre outros.

Referência: Encyclopedia of Children’s Health

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!