Os transtornos comportamentais que ocorrem durante o início do sono ou despertar são denominados parassonias. O diagnóstico desses distúrbios do sono é clínico, e confirmado através do histórico do paciente e do exame físico.

Parassonias na Infância

Sonambulismo, terrores noturnos, pesadelos, enurese noturna (fazer xixi na cama) e paralisia do sono são exemplos de parassonias na infância. Saiba mais sobre os principais distúrbios do sono:

Terrores Noturnos

Durante a noite, de repente, a criança começa a gritar e se debater, com expressão assustada. Estes episódios são denominados terrores noturnos. Atingem crianças entre 1 e 5 anos com maior frequência e, na maioria das vezes, o tratamento baseia-se na tranquilização por parte dos pais. Medicamentos raramente são necessários.

Câimbras Noturnas nas Pernas

A câimbra noturna nas pernas trata-se de um espasmo ou contração involuntária, e muitas vezes dolorosa, que atinge os músculos das pernas durante o sono, tais como as panturrilhas, os músculos anteriores e posteriores da coxa.

Despertar Confusional

O despertar confusional, como já diz o nome, ocorre quando a criança “desperta” em estado de confusão mental, desorientação, acompanhado muitas vezes de gritos e choros. Na realidade, a criança ainda está dormindo. Os episódios duram de 5 a 15 minutos, e não é recomendado acordar a criança durante estas crises.

Enurese Noturna

A enurese noturna, conhecida popularmente como “xixi na cama”, é a parassonia mais comum e prevalente entre crianças. Antes dos cinco anos, os episódios de xixi na cama não são considerados preocupantes. Entretanto, após esta idade, a criança já deve ter controle total sobre sua bexiga.

Se seu filho não consegue conter sua micção noturna após os cinco anos de idade, é provável que ele sofra de enurese noturna. A boa notícia é que existem diversas possibilidades de tratamento para esta condição.

Bruxismo

O bruxismo é o ato da criança ranger os dentes durante o sono. Trata-se de um distúrbio comum do sono que, quando muito intenso e não tratado, pode resultar em dor, desgaste e fratura dos dentes.

Sonambulismo

O sonambulismo é o ato do indivíduo de sentar, caminhar ou realizar atividades complexas em geral enquanto dorme, normalmente com os olhos abertos, mas sem evidência de reconhecimento. A condição abrange uma alteração da consciência, onde os estados de sono e vigília da criança ocorrem simultaneamente.  

Crianças que apresentam privação do sono, ausência de higienes do sono e fatores genéticos configuram grupos de risco para o desenvolvimento do sonambulismo. O mesmo pode ser decorrente de fatores que provocam despertares do sono, tais como substâncias estimulantes e comportamentos prejudiciais ao sono.

O sonambulismo não se trata de uma condição propriamente perigosa, mas pode levar a criança a situações perigosas, como se machucar em paredes, móveis ou escadas.

Os episódios de sonambulismo têm duração de 5 a 15 minutos e podem ocorrer em lactentes e crianças na idade pré-escolar e escolar. Geralmente, na manhã seguinte, ao acordar, a criança não se lembra do episódio de sonambulismo que vivenciou.

Parassonias na Infância e Higiene do Sono

Existem algumas práticas de higiene que auxiliam na promoção da qualidade do sono de bebês e de crianças, à medida que criam hábitos coerentes de sono, e são capazes de prevenir e minimizar os sintomas de parassonias na infância. 

Os horários de levantar e de ir para a cama, por exemplo, devem ser regulares e permanecer inalterados na rotina da criança. Os pais são responsáveis por assegurar que o sono da criança tenha horário, frequência e duração sólidos.

O ambiente ideal para garantir uma boa noite de sono ao pequeno deve ser escuro, tranquilo, limpo, arejado, com temperatura amena, uma cama apropriada de acordo com a idade da criança (berço, cama de grades, cama juvenil) e com pouca roupa de cama.

Além disso, evite o acesso da criança a aparelhos eletrônicos (como televisão ou videogame) e a atividades físicas intensas uma hora antes de dormir.

Nunca permita que a criança use a cama como lugar para brincar: é importante ressaltar que a cama deve ser utilizada exclusivamente para dormir. Estabeleça uma rotina diária de sono e evite quebrá-la (ex: tomar banho, jantar, escovar os dentes e dormir).

Parassonias na Infância – Buscando Ajuda Médica

Seu filho sofre com parassonias? Diante dos sintomas apresentados, marque uma consulta com o neurologista infantil de sua confiança, para obter um diagnóstico preciso e dar início ao tratamento adequado, de acordo com as especificidades da criança.

O acompanhamento médico adequado possibilita o acesso dos pais às orientações básicas para saber lidar e conviver com os episódios de parassonia na infância, além de ser um fator fundamental no controle e no tratamento dos transtornos.

Fontes:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572002000700010

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4016090/