Seu filho perambula pela casa durante a noite? Você acorda e percebe que ele está andando de um lado para o outro em seu quarto? Ele não responde quando alguém o chama e parece ter um olhar vazio? Não se preocupe, é apenas um episódio de sonambulismo infantil. Essas situações são perfeitamente naturais e ocorrem em 8 a cada 10 crianças, pelo menos uma vez na vida. Continue a leitura desse artigo e saiba mais sobre essa condição.

Sonambulismo Infantil – Saiba Mais

O sonambulismo é um distúrbio que se manifesta durante o estágio mais profundo do sono. Ele consiste na realização de atividades motoras sem que a pessoa saiba o que está fazendo, já que parte das funções de seu cérebro continua adormecida.

Como a pessoa transita entre o estágio do sono e o de consciência, na manhã do dia seguinte ela não se lembra de nada – ou de pouca coisa – do que aconteceu durante a noite de sono.

Sonambulismo Infantil – O que é?

A variação do sono denominada sonambulismo infantil pode acometer crianças durante a idade pré-escolar, ou seja, entre os três e sete anos de idade. O distúrbio é comum entre crianças nessa faixa etária, por estarem em uma fase de intenso desenvolvimento do sistema nervoso, por ser um fator genético ou até mesmo devido a noites mal dormidas, estresse ou febre.

Situações em que os pequenos falam, sentam e andam pela casa, por exemplo, costumam ocorrer lá pela metade da noite (uma ou duas horas depois da criança adormecer), podendo durar até quarenta minutos, se repetir ao longo da noite de sono e ainda incluir conversas.

Dentre os principais sinais para os pais e/ou responsáveis identificarem que se trata de um episódio de sonambulismo infantil, e não de um sonho ou de um pesadelo, estão:

  • Sentar na cama;
  • Levantar;
  • Andar pela casa;
  • Fazer xixi em qualquer lugar;
  • Estado de alerta reduzido;
  • Apresentar um olhar vazio e fixo;
  • Abrir portas, janelas e/ou gavetas;
  • Comer;
  • Falar ou sussurrar palavras ou frases sem sentido;
  • Não ter estímulos para tentar se comunicar com as outras pessoas;
  • Não se lembrar de nada do que aconteceu durante a noite.

Sonambulismo Infantil – Quais Cuidados Devem Ser Tomados?

Devido ao fato de a criança ficar andando pela casa durante o sono, é importante que os pais e/ou responsáveis adotem determinadas medidas de segurança, como:

  • Estipular um horário para a criança ir dormir;
  • Regular as horas de sono;
  • Evitar que ela durma na parte de cima da cama beliche;
  • Evitar dar remédios ou bebidas (coca-cola, café ou chá-mate) que despertem ainda mais a criança;
  • Evitar brincadeiras e/ou atividades agitadas antes de dormir;
  • Colocar grades para o acesso às escadas;
  • Colocar telas de proteção nas janelas;
  • Não deixar objetos pontiagudos espalhados pela casa e muito menos no quarto dela;
  • Não deixar objetos perfurocortantes no alcance dos pequenos;
  • Trancar todas as portas de saída da casa.

Durante uma crise de sonambulismo infantil, é importante que você mantenha a calma e conduza a criança de volta à cama, sem precisar acordá-la – pois isso pode deixá-la assustada, ou até mesmo desencadear outros episódios durante a mesma noite.

Sonambulismo Infantil – Existe tratamento?

Geralmente, o Sonambulismo Infantil não tem cura e muito menos é tratado com medicamentos – a não ser que o sintoma seja frequente e esteja prejudicando o rendimento diário da criança e das pessoas ao redor dela.

O mais comum é que esses episódios desapareçam na adolescência, embora possam perdurar até a vida adulta do paciente. Vale ressaltar que o médico especialista em distúrbios do sono, ou até mesmo um pediatra, deve ser acionado caso os pequenos apresentem crises de quatro a cinco vezes por noite, ou cinco vezes na semana.

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!