primeiros-passos

Os primeiros passos de um bebê são um grande marco de desenvolvimento e sinal de independência, mas também podem trazer muita insegurança para os pais. Acidentes como quedas e esbarrões em objetos podem ser comuns durante esta fase. Continue a leitura desse artigo para saber mais sobre como estimular seu bebê a dar os primeiros passos de maneira segura e natural.

A Importância dos Primeiros Passos

Os primeiros passos de uma criança marcam o início de uma nova fase, onde ela começa a explorar o mundo por suas próprias perspectivas. Geralmente em torno dos 8 ou 10 meses, os bebês já começam a desenvolver as habilidades por meio de giros em torno de si, sentar-se sem auxílio, engatinhar e manter-se de pé apoiado em algum objeto.

Cada criança tem seu tempo de desenvolvimento; é importante que os pais tenham paciência e incentivem a criança a andar sem auxílios, porém, sem forçar ou impor que aquilo seja feito naquele momento. Os pais só devem redobrar a atenção e procurar um pediatra caso a criança demore 18 meses ou mais para começar a andar.

Primeiros Passos – Dicas para Estimular o Seu Bebê a Andar

Permita que o seu pequeno faça as suas próprias rotas, procure os melhores caminhos, descubra texturas com os pés e as mãos. Para isso, é preciso ficar atento a três pontos importantes destacados a seguir:

  • Apoio: Você pode, por exemplo, se colocar a um metro da criança e chamá-la. Ela irá se esforçar para chegar até você. Também pode ajudá-la a ficar em pé na ponta do sofá para que caminhe até a outra, onde você a espera. Usar brinquedos é outra dica. Deixe-os um em um ponto estratégico para que o pequeno vá buscá-los.
  • Ajude com as mãos: Segure as duas mãozinhas do seu filho e vá caminhando junto com ele. Aos poucos, solte uma das mãos até que ele se sinta seguro e você consiga soltar a outra. Tenha calma. Isso pode não acontecer na primeira vez. Segure a ansiedade!
  • Segurança: A posição ereta e os primeiros passos significam um novo mundo para o bebê. A capacidade de locomoção o leva a se arriscar. Nessa hora, a atenção dos pais será fundamental.

Primeiros Passos – O Que Devo Fazer Quando o Bebê Cai

Se seu filho tropeçar ou derrubar algo, alerte-o de forma carinhosa. Broncas agressivas ou impacientes podem retrair a criança e até atrasar seu desenvolvimento motor. Reações como o medo, susto e insegurança também se aprendem.

Quando a criança se machucar ou porventura quebrar alguma coisa, tente acalmá-la e consolá-la, para que volte a tentar dar alguns passos novamente. Parabenize-a pelos progressos alcançados e reforce positivamente seu esforço para mover-se. Caso contrário, o bebê só absorverá os pontos negativos como o fracasso e a frustração, entendendo que seu esforço para caminhar não valerá de nada.

Depois de seguir essas dicas e seu bebê já estiver andando, lembre-se de dobrar a atenção com relação à segurança da casa. Proteger quinas e o acesso a escadas, por exemplo, são medidas essenciais para manter seu filho em segurança nessa nova fase.

Artigo publicado em: 22/08/2017.

Artigo atualizado em: 25/04/2019.

Por: Dra. Paula Girotto

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!