O principal sintoma é a dificuldade de raciocínio e compreensão. As habilidades cotidianas que podem ser afetadas incluem certas habilidades conceituais, sociais e práticas.

Educação especial e terapia comportamental podem melhorar as condições de vida da pessoa. A doença requer um diagnóstico médico e é considerada comum, mais de 2 milhões de casos por ano (Brasil).

 

Fonte: Hospital Israelita A. Einstein

Por: Dra. Paula Girotto

Neurologista Infantil SP - Compartilhe!